Observatório de São Paulo


Apresentação

O Observatório do Trabalho de São Paulo é uma parceria entre a Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho e Empreendedorismo – SMTE e o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos – DIEESE.

O principal objetivo do Observatório é organizar informações, fazer estudos e análises e elaborar propostas de ação em relação às questões do mundo do trabalho e ao desenvolvimento, com o intuito de subsidiar, em tempo eficaz, os gestores, conselheiros de políticas públicas locais e demais atores envolvidos, tendo em vista a melhoria constante das condições vida, sobretudo nas dimensões do trabalho e da remuneração.

Portanto, a tarefa central do Observatório é articular a produção de conhecimento com a produção de informação para a tomada de decisão. Para isso, é necessária a mobilização de uma rede de produtores de informação e de observadores, compostas por pessoas ou instituições, do setor público e do setor privado, engajadas nas questões relativas ao mundo do trabalho e da geração de trabalho e renda.

A produção de estudos e análises se baseia nas fontes de dados disponíveis, sobretudo as do MTPS, IBGE e DIEESE, bem como registros administrativos do governo local.



Acesse o mapa do OTSP

O DIEESE

O DIEESE, Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, é uma criação do movimento sindical brasileiro. Foi fundado em 1955 para desenvolver pesquisas que fundamentassem as reivindicações dos trabalhadores. Ao longo de 50 anos de história, a instituição conquistou credibilidade, nacional e internacionalmente.

leia mais

Conheça nossos estudos

Esses estudos tem como objetivo o acompanhamento periódico do mercado de trabalho local através de indicadores pré-definidos. O acompanhamento mensal permite reflexões conjunturais sobre as atividades econômicas e do mercado de trabalho formal, a partir de segmentações populacionais e setoriais específicas, além de recortes temporais.

leia mais

O mapa interativo permite a espacialização das informações das bases de dados utilizadas no âmbito do Observatório do Trabalho.