Observatório de São Paulo


Bases de dados utilizadas

O Observatório do Trabalho de São Paulo, parceria entre a Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho e Empreendedorismo – SMTE e o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos – DIEESE, tem como uma de suas atividades previstas a elaboração de indicadores e a espacialização de informações.

A seguir serão apresentadas as informações sobre as bases de dados utilizadas na elaboração desses indicadores e no georreferenciamento.

Nome: Relação Anual de Informações Sociais

Descrição: A RAIS é um Registro Administrativo, de periodicidade anual. Criada em 1975 com o objetivo suprir necessidades de controle, de estatísticas e de informações às entidades governamentais da área social, além de ser um instrumento indispensável à administração pública para a aplicação e cumprimento de normas legais, ao longo dos últimos anos a RAIS tem se tornado fundamental como meio para o entendimento do mercado de trabalho formal brasileiro.

A RAIS é, na prática, um censo anual com o qual se pode aprofundar o conhecimento sobre as principais características de assalariados celetistas e estatutários no país. Além disso, através dela se podem inferir alguns aspectos da dinâmica econômica no nível local, até o município. Entretanto, seu uso como ferramenta estatística exige alguns cuidados, buscando levar ao maior rigor possível nas análises feitas a partir de sua observação.

Fonte: Ministério do Trabalho - MTb

Ano-Base: 2011 a 2015

Nome: Programa Seguro-Desemprego

Descrição: O Seguro-Desemprego é um benefício integrante da seguridade social, garantido pelo art. 7º dos Direitos Sociais da Constituição Federal, e tem por finalidade promover a assistência financeira temporária ao trabalhador desempregado, em virtude da dispensa sem justa causa. As informações do seguro-desemprego podem ser analisadas de acordo com o local do estabelecimento onde o trabalhador estava registrado ou pelo local de moradia identificado no momento em que o cidadão foi requerer seu benefício.

Fonte: Secretaria de Políticas Públicas de Emprego/MTb

Ano-Base: 2012 a 2017

Nome: Intermediação de mão-de-obra

Descrição: Atividade desenvolvida pelo Ministério do Trabalho por meio do Sistema Nacional de Emprego com objetivo de (re)colocar o trabalhador no mercado de trabalho. As informações acerca das exigências dos empregadores, ao disponibilizarem suas vagas nos postos de atendimento, servem de base para orientar a ação de encaminhamento do trabalhador na busca do emprego de forma a reduzir os custos de espera do trabalhador e do empregador.

Fonte: MTb

Ano-Base: 2011 a 2017

Nome: Sistema Nacional de Informações de Economia Solidária

Descrição: O Sistema Nacional de Informações de Economia Solidária (SIES) constitui-se em um mapeamento que busca identificar e organizar as informações sobre a Economia Solidária, isto é, empreendimentos de economia solidária e entidades de apoio e fomento em todo o Brasil. O SIES foi desenvolvido pela Secretaria Nacional de Economia Solidária (SENAES) em parceria com o Fórum Brasileiro de Economia Solidária.

Fonte: Secretaria Nacional de Economia Solidária – SENAES/MTb

Ano-Base: 2009 a 2013

Nome: Censo Demográfico

Descrição: O Censo Demográfico revela as principais características demográficas e socioeconômicas da população brasileira nos municípios e em seus recortes internos, como distritos, bairros e localidades, rurais ou urbanas.

Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE

Ano-Base: 2010

Nome: Índice de Desenvolvimento Humano – Municipal

Descrição: O índice de desenvolvimento humano municipal (IDHM) é uma medida composta de indicadores de três dimensões do desenvolvimento humano: longevidade, educação e renda e que, por sua vez, são as mesmas dimensões do IDH elaborado no âmbito do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Entretanto, a metodologia sofre adequações em função das especificidades dos municípios brasileiros e da disponibilidade de dados.

Fonte: Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD

Ano-Base: 2010

Nome: Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED)

Descrição: A Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) é um levantamento domiciliar contínuo, realizado mensalmente, desde 1984, na Região Metropolitana de São Paulo, em convênio entre o DIEESE e a Fundação Seade. O reconhecimento da importância da PED como instrumento de análise da realidade socioeconômica concretizou-se com solicitações da implantação da Pesquisa em outras regiões do país, a partir de 1987. As atividades de assessoria e acompanhamento das PEDs regionais por parte da Fundação SEADE e do DIEESE têm se dado de forma contínua, em convênio com diversas instituições. Atualmente, a PED é realizada no Distrito Federal e nas Regiões Metropolitanas de São Paulo, Porto Alegre, Belo Horizonte, Salvador, Recife e mais recentemente Fortaleza, constituindo o Sistema PED. O apoio financeiro e o reconhecimento institucional da PED como parte integrante do Sistema Público de Emprego, por parte do Fundo de Amparo do Trabalhador (FAT) e do Ministério do Trabalho (MTb) foram inestimáveis na consolidação deste novo sistema de produção estatística.

Fonte: SEADE/DIEESE

Ano-Base: 2011 a 2017